Acolhimento de refugiados ucranianos em portugal

acolhimento de refugiados ucranianos em portugal

O que aconteceu com os refugiados na Ucrânia?

A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já mataram mais de 350 civis, incluindo crianças, segundo Kiev. A ONU deu conta de mais de 100 mil deslocados e quase 500 mil refugiados na Polónia, Hungria, Moldova e Roménia.

Qual a importância da comunidade ucraniana em Portugal?

Em declarações à Renascença, André Costa Jorge, que também dirige o Serviço Jesuíta aos Refugiados (SJR), considera que a existência de uma comunidade ucraniana bem implantada em Portugal, desde a década de 90 do século passado, constitui uma vantagem para a integração de uma eventual vaga de refugiados.

Por que Portugal está mais preparado para receber vagas de refugiados?

O coordenador da Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR) diz acreditar que Portugal está mais bem preparado para receber uma eventual vaga de refugiados de um possível conflito na Ucrânia do que esteve quando acolheu refugiados oriundos da Síria ou do Afeganistão.

Por que as instituições estão prontas para apoiar os refugiados?

O coordenador da Plataforma de Apoio aos Refugiados assegura que as instituições estão prontas para apoiar, mas lembra que este é, ainda, o tempo da diplomacia para evitar um conflito. As dificuldades da população que vivem perto da fronteira leste da Ucrânia com a Rússia. Foto: Stanislav Kozliuk/EPA

Por que os refugiados ucranianos são mais aceitos pelos países de acolhida?

Uma pesquisa que ouviu mais de 20 mil pessoas em 28 países corrobora um fenômeno discutido desde o início da Guerra da Ucrânia: os refugiados ucranianos são muito mais aceitos pelos países de acolhida do que afegãos, sírios e os que fogem de desastres humanitários em outros lugares do mundo.

Quais países estão cruzando as fronteiras da Ucrânia?

Refugiados estão cruzando as fronteiras, em especial rumo a países localizados no lado ocidental da Ucrânia, como Polônia, Eslováquia, Hungria e Romênia, mas também Moldova, ao sul. Milhares também foram para a Rússia, e um contingente menor, para Belarus.

Qual é o país com o maior número de refugiados no mundo?

A Turquia, vizinha à Síria, em guerra civil há mais de dez anos, é o país com o maior número de refugiados no mundo, 3,8 milhões, segundo o último relatório do Acnur (alto comissariado da ONU para refugiados). Receba no seu email os grandes temas da China explicados e contextualizados; exclusiva para assinantes.

Quem são os refugiados mais rejeitados pelos países da sondagem?

Na outra ponta, os afegãos foram os mais rejeitados pelos 28 países da sondagem: um terço da amostra se disse contrária à chegada de refugiados do país controlado pelos radicais do Talibã. Questionados em relação a refugiados de qualquer nacionalidade, 36% se disseram favoráveis a recebê-los em seus países.

Como os refugiados chegarem a Portugal?

Mesmo sem donativos em dinheiro, quando os refugiados chegarem a Portugal, haverá necessidade de voluntários para ensinarem português, doações de roupa e produtos de higiene, e ainda outras iniciativas que tentem minimizar o impacto da longa viagem que estas pessoas fizeram para chegar a Portugal.

Quem é o ministro-adjunto de Portugal que defende os refugiados?

Poiares Maduro, ministro-adjunto, disse esta quinta-feira que Portugal defende que os refugiados devem ter “liberdade de escolha” em relação ao país onde querem ser acolhidos.

Por que as instituições estão prontas para apoiar os refugiados?

O coordenador da Plataforma de Apoio aos Refugiados assegura que as instituições estão prontas para apoiar, mas lembra que este é, ainda, o tempo da diplomacia para evitar um conflito. As dificuldades da população que vivem perto da fronteira leste da Ucrânia com a Rússia. Foto: Stanislav Kozliuk/EPA

Por que Portugal está pronto para refugiados ucranianos?

Portugal pronto para refugiados ucranianos. Haverá capacidade de acolhimento André Costa Jorge defende que a existência de uma comunidade ucraniana bem implantada no país é uma vantagem em relação ao acolhimento de refugiados sírios e afegãos.

Postagens relacionadas: