Francesinha

francesinha

Qual a origem da francesinha?

A Francesinha é um petisco nascido na cidade do Porto, que basicamente se pode exemplificar como sendo feito com duas fatias grossas de pão de forma, ligeiramente torrado, entre as quais é adicionado um bife de vaca, linguiça, mortadela, salsicha fresca e queijo.

Por que a francesinha é a melhor comida portuguesa?

Este espaço, rústico e tradicional, é o cenário perfeito para apreciar o melhor da comida portuguesa. Com francesinhas do outro mundo, que resultam de uma receita que passa de geração em geração e que honra as suas verdadeiras origens.

Onde comer a Francesinha no Porto?

Outros dois lugares super indicados para comer a Francesinha no Porto são o Café Santiagoe o Lado B, que ficam lado a lado no centro da cidade. Ambos são especialistas no prato. Existe até mesmo um site especializado na Francesinha. Nele você confere diversos restaurantes e cafés que servem o sanduíche na cidade avaliados pelos clientes.

Quais os melhores restaurantes de francesinha em Lisboa?

O Porto encontra-se um pouco por todo o lado nesta cervejaria, que conta já com diversos espaços espalhados por Lisboa. Aqui encontra diversas variedades de francesinha, como a versão tradicional, a de frango, a vegetariana, e a francesinha croque, que é gratinada. E se não aguenta uma francesinha inteira, pode sempre pedir meia! 6. Lucimar

Qual é a receita original da francesinha?

A receita original da Francesinha ainda é a que hoje se serve na Regaleira. Em vez do pão de forma, é servida com o pão bijou de cinco quinas. Depois, leva uma fatia de queijo, salsicha e linguiça frescas, uma fatia de perna de porco assada e uma segunda fatia de queijo.

Quem inventou a francesinha?

Consta-se que Daniel David Silva ficou inspirado por este prato francês e decidiu adaptá-lo aos sabores e paladar português, tendo, então, incluído carnes e queijo. Diz-se que nos seus primórdios a composição da francesinha era diferente da atualidade, mais simples, incluindo apenas carnes e queijo.

Quem é o dono da francesinha?

Quem conta a história é Francisco Passos, um criminólogo de 27 anos descendente dos fundadores da Regaleira e que em 2014 assumiu com o irmão a gestão do restaurante. A receita original da Francesinha ainda é a que hoje se serve na Regaleira. Em vez do pão de forma, é servida com o pão bijou de cinco quinas.

Por que a francesinha é um prato típico do Porto?

Independentemente da sua história, a verdade é que a francesinha é um prato típico do Porto e que tem vindo a conquistar cada vez mais apreciadores. Atualmente há já muitas variações da tradicional, para que todos tenham a possibilidade de usufruir deste petisco. Ainda assim, esta é a receita original:

Quais são as melhores casas para comer Francesinhas?

O Barcarola tem mais de quatro décadas, mas só depois de quatro meses a afinar o molho de francesinha é que o negócio começou a crescer. Hoje é considerada, com toda a legitimidade, uma das melhores casas para comer francesinhas. Além da tradicional, tem algumas variações, como a vegetariana.

Quanto custa uma francesinha?

Por 7€ tem direito a uma francesinha acompanhada de batata frita e com um ovo a cavalo. Os ingredientes são frescos e de qualidade e o molho não desilude. Um pormenor importante é que a iguaria só é confecionada ao jantar.

Qual é a origem da francesinha?

Segundo a história da Francesinha, a receita surge com base no francês croque monsieur (tosta francesa) e depois tem sido alterada. O autor? Conta-se que foi criada por um emigrante português, depois de regressar de França.

Quem é o pai da francesinha no Porto?

Pensa-se que o pai da francesinha no Porto foi um português de nome Daniel David Silva. Isto aconteceu na década de 1950, quando trabalhava no restaurante “A Regaleira”. Tendo Daniel sido emigrante em França, usou como inspiração uma das sanduíches mais típicas de França, o “Croque-Monsieur”.

Postagens relacionadas: