Organização do tratado de segurança coletiva

organização do tratado de segurança coletiva

Quais são os membros da organização do Tratado de Segurança Coletiva?

Seu início estabelecido em 15 de maio de 1992 pela assinatura do Tratado de Segurança Coletiva em Tashkent (Uzbequistão). O órgão máximo é o Conselho de Segurança Coletiva (CSC), que nomeia o Secretário Geral da organização.

Quais países aderiram ao Tratado de Segurança Coletiva?

A Organização do Tratado de Segurança Coletiva é uma aliança político-militar entre seis países pós-soviéticos: Rússia, Cazaquistão, Bielorrússia, Armênia, Tajiquistão e Quirguistão. Foi criada em 1992 por esses países e pelo Uzbequistão e, alguns anos depois, o Azerbaijão e a Geórgia também aderiram à aliança.

Quais são as forças coletivas da OTSC?

A OTSC tem forças coletivas rápidas (17 mil a 22 mil pessoas), forças coletivas de intervenção rápida (5.000 pessoas) e forças coletivas de manutenção da paz. Antes da atual situação com o Cazaquistão, houve dois momentos na história da organização em que seus membros solicitaram ajuda.

Quais são os países que formaram a OTSC?

Em 7 de outubro de 2002, os presidentes da Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão, Rússia e Tajiquistão assinaram uma ratificação em Tasquente, fundando oficialmente a OTSC. Em 23 de junho de 2006 o Uzbequistão se tornou um membro integrante da OTSC, e sua participação foi oficializada pelo parlamento uzbeque em 28 de março de 2008.

Quais são os membros da organização do Tratado de Segurança Coletiva?

Seu início estabelecido em 15 de maio de 1992 pela assinatura do Tratado de Segurança Coletiva em Tashkent (Uzbequistão). O órgão máximo é o Conselho de Segurança Coletiva (CSC), que nomeia o Secretário Geral da organização.

Quais países aderiram ao Tratado de Segurança Coletiva?

A Organização do Tratado de Segurança Coletiva é uma aliança político-militar entre seis países pós-soviéticos: Rússia, Cazaquistão, Bielorrússia, Armênia, Tajiquistão e Quirguistão. Foi criada em 1992 por esses países e pelo Uzbequistão e, alguns anos depois, o Azerbaijão e a Geórgia também aderiram à aliança.

Postagens relacionadas: