Cardo marian0

cardo marian0

Quais são as características do cardo mariano?

O Cardo Mariano é uma planta robusta e ereta que pode medir até 3 metros de altura e possui uma cor verde pálida. Suas folhas são largas, espinhosas e possuem um desenho de veias brancas, que parecem veias de leite. Quando as folhas e hastes são cortadas, sai uma seiva branca e leitosa de dentro da planta.

Quais são os efeitos colaterais do cardo mariano?

Primeiramente, é importante deixar claro que, apesar de ser uma planta medicinal, o cardo mariano poderá causar efeitos colaterais se administrado de maneira incorreta. Em doses excessivas, o chá dessa planta pode causar queimaduras e irritações nas mucosas das vias digestivas, além de vômitos, náuseas e diarreia.

Quais os riscos do cardo mariano?

Algumas das complicações que ele consegue amenizar são a hepatite viral, doença hepática crônica, cirrose, dentre outras. Pessoas que poderão usufruir do cardo mariano são as que sofrem com hepatite C, problemas do fígado, doenças crônicas, alcoolismo, pessoas com baixa imunidade, atletas interessados em melhorar sua performance.

Qual a importância do cardo mariano para a saúde?

O Cardo Mariano consiste numa espécie de planta com flor amplamente utilizada no tratamento natural de muitas doenças, sendo muito conhecida no Brasil e no exterior. As plantas medicinais são a aposta da vez para os que procuram tratamentos caseiros, mas não menos eficientes.

Qual é a origem do cardo mariano?

Cardo mariano (ou silybum marianum) é uma planta nativa da Europa e da Ásia pertencente à família Asteraceae (membro da família do girassol). Pode ser conhecido também como santa-maria, cardo-branco, cardo-do-leite, cardo-de-nossa-senhora e cardo-santo. Suas folhas são verde-escuras, grandes e espinhosas. Cresce entre 1,5 e 3 metros de altura.

Quais são as vantagens do cardo mariano?

O cardo mariano é frequentemente utilizado para o tratamento natural de problemas do fígado, incluindo danos causados ​​por produtos químicos, álcool e quimioterapia. Essa utilização deve-se à presença de silimarina no cardo mariano, um conhecido anti-inflamatório e antioxidante. Ajuda a proteger e reparar as células do fígado.

Quais os riscos do cardo mariano?

Algumas das complicações que ele consegue amenizar são a hepatite viral, doença hepática crônica, cirrose, dentre outras. Pessoas que poderão usufruir do cardo mariano são as que sofrem com hepatite C, problemas do fígado, doenças crônicas, alcoolismo, pessoas com baixa imunidade, atletas interessados em melhorar sua performance.

Quais são os benefícios do chá de cardo mariano?

O chá ou extrato de cardo mariano serve para promover um alívio para a inflamação, que é um mecanismo de defesa do próprio organismo. Ou seja, serve para eliminar possíveis ameaças à saúde, porém tem como efeito colateral todos aqueles sintomas incômodos, como queimação, dor e acúmulo de pus.

Quais são as consequências do cardo mariano?

Pessoas que poderão usufruir do cardo mariano são as que sofrem com hepatite C, problemas do fígado, doenças crônicas, alcoolismo, pessoas com baixa imunidade, atletas interessados em melhorar sua performance. O cardo mariano é capaz de gerar novas células no fígado, protegendo-o e recuperando-o.

Qual a importância do cardo mariano para a saúde?

O Cardo Mariano consiste numa espécie de planta com flor amplamente utilizada no tratamento natural de muitas doenças, sendo muito conhecida no Brasil e no exterior. As plantas medicinais são a aposta da vez para os que procuram tratamentos caseiros, mas não menos eficientes.

Qual é o nome do cardo mariano?

Há menções, também, do Cardo Mariano (Silimarina) sendo usado como galactagogo, ou seja, para estimular a produção de leite em mães que têm uma produção insuficiente ou nula. O uso do Cardo Mariano é seguro e não produz efeitos colaterais até a dosagem de 1500mg por dia em adultos.

Quais são as contraindicações do cardo mariano?

Como acontece com muitas plantas medicinais, uma das primeiras contraindicações do cardo mariano é que não deve ser consumido durante a gravidez ou lactância, pois os seus possíveis efeitos sobre o feto ou o bebê ainda são desconhecidos.

Postagens relacionadas: