Renault 5 eletrico

renault 5 eletrico

Qual é a diferença entre o novo Renault 5 e o Zoe?

Depois da apresentação, o novo Renault 5 acaba de fazer a sua estreia em salões, com o primeiro contacto com o público a ter lugar no Salão Internacional do Automóvel de Munique, na Alemanha. Isto, antes do seu lançamento no mercado, em 2024, e, desde já, com mais uma (boa) novidade: o futuro Renault 5 100% elétrico será 33% mais barato que o Zoe.

Quais são os planos da Renault para o futuro?

Segundo o CEO do grupo francês, Luca de Meo, o R5 desempenhará um papel importante no aumento de 30% das vendas de modelos elétricos da Renault até daqui a quatro anos. Tal como fez com o 500 durante a sua passagem pela Fiat, de Meo promete continuar a apostar em modelos retro.

Quanto custa um carro elétrico?

Segundo apurado pelo site LArgus, a Renault pretende vender o carro elétrico compacto pelo preço inicial de 22.000 euros. Trata-se de um valor bem atrativo para os padrões europeus e equivale a R$ 126.200 em uma conversão direta, isso porque não estão sendo considerados os bônus e incentivos que podem variar de acordo com o país.

Qual o carro elétrico mais barato?

O carro elétrico mais barato à venda no país é o Renault Kwid E-Tech, que sai por R$ 142.990, seguido pelo JAC e-JS1, que custa R$ 164.990, enquanto os lançamentos mais recentes são o Volvo C40 Recharge (R$ 419.990), BYD Tan (R$ 474.619) e BMW iX (R$ 654.950 a R$ 799.950).

Quanto custa um carro eléctrico em Portugal?

Sabendo que o preço médio do kWh em Portugal é de 0,235€, carregar um Nissan Leaf (o carro eléctrico mais vendido em Portugal actualmente) que tem uma bateria com 40 kWh de capacidade, custará cerca de 9,4€.

Quanto custa carregar carros eléctricos em casa?

As bombas da PRIO serão as mais baratas, com um custo de carregamento médio de 3,44€, seguidas da EDP e MOBIELETRIC com 5,28€ e 5,39€, respectivamente.

Por que conduzir um automóvel elétrico é mais barato?

No entanto, se calcular os custos de propriedade globais e todos os fatores envolvidos, como a baixa manutenção e o preço dos combustíveis, os veículos elétricos são a opção mais económica a longo prazo.

Postagens relacionadas: