Russos contra a guerra

russos contra a guerra

Por que os artistas russos têm se oposto à guerra?

A par dos protestos, dezenas de artistas russos (assim como alguns desportistas), de todas as áreas, têm-se se oposto publicamente à guerra, com alguns a demitirem-se dos seus cargos em instituições estatais.

Quantos pessoas foram detidas em protestos contra a guerra na Rússia?

Mais de 6000 pessoas foram detidas na Rússia em protestos contra a guerra, enquanto os media estatais do país continuam sem mostrar imagens do conflito. Mostras de dissensão pública são raras mas existem.

Qual a importância da ofensiva do Kremlin para os ucranianos?

Quem na Rússia siga apenas os media oficiais só tem acesso à narrativa alimentada pelo Kremlin, ouvindo em permanência que esta ofensiva foi uma guerra de necessidade, para defender os civis dos territórios separatistas do Donbass e que os militares russos estão a ser recebidos de braços abertos pelos ucranianos.

Qual a importância da Ucrânia para a Rússia?

George Friedman, da Geopolitical Futures, ressalta a importância que a Ucrânia poderia ter para a Rússia do ponto de vista cultural ou histórico, mas defende que a real preocupação de Moscou é geopolítica. Sim, os dois países compartilham uma história comum.

Quem são os povos russos e ucranianos?

O presidente russo relembrou, entre outras coisas, o antigo povo rus, considerado o ancestral comum de russos, bielorrussos e ucranianos, e destacou os muitos marcos da história comum para defender sua visão de que russos e ucranianos são um só povo.

O que aconteceu com a Ucrânia?

As tensões entre a Rússia e a Ucrânia alcançaram níveis sem precedentes, culminando em uma ampla invasão do território ucraniano pelas forças militares russas na madrugada desta quinta-feira (24/02).

Quais são os países que invadiram a Ucrânia?

O principal ponto levantado por autoridades e especialistas em torno da invasão da Ucrânia é o avanço pelo leste-europeu da Otan, aliança militar formada em 1949 por, inicialmente, 12 países (Bélgica, Canadá, Dinamarca, França, Islândia, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Portugal, Reino Unido e Estados Unidos).

Postagens relacionadas: