Greve 12 novembro

greve 12 novembro

Por que os trabalhadores da função pública vão fazer greve no dia 12 de novembro?

Sebastião Santana, coordenador da Frente Comum, anunciou esta segunda-feira que os trabalhadores da função pública vão fazer greve no dia 12 de novembro. O sindicato considera a proposta de Orçamento do Estado absolutamente insuficiente em toda a linha e, como tal, os trabalhadores vão dar uma resposta firme com uma paralização.

Qual é o objetivo da greve dos médicos?

Segundo o secretário-geral do SIM, Roque da Cunha, a greve tem como objetivo fundamental exigir o financiamento do SNS e passar das palavras aos atos, já que é evidente um pouco por todo o país que os médicos, apesar de todos os esforços feitos, não conseguem aguentar mais.

Quem é o único sindicato da função pública na greve?

A Frente Comum é o único sindicato da função pública nesta greve, marcada para dia 12 de novembro. A Fesap desistiu com o argumento de que a greve não faz sentido perante o chumbo do Orçamento e pediu ao Governo uma reunião para esclarecer o futuro do aumento do salário mínimo nacional.

Por que é importante celebrar o dia 12 de novembro?

O Dia Mundial da Pneumonia também é celebrado no dia 12 de novembro. A data tem como objetivo conscientizar a população e promover ações de combate contra a doença. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a pneumonia é a principal causa de morte em crianças de até 5 anos.

Quando vai ser a greve da função pública?

A carregar o vídeo ... Sebastião Santana, coordenador da Frente Comum, anunciou esta segunda-feira que os trabalhadores da função pública vão fazer greve no dia 12 de novembro.

Quando será a greve nacional de 12 de novembro?

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública confirmou esta segunda-feira a realização de uma greve nacional dia 12 de novembro, para exigir ao Governo que altere a proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

Quem é o único sindicato da função pública na greve?

A Frente Comum é o único sindicato da função pública nesta greve, marcada para dia 12 de novembro. A Fesap desistiu com o argumento de que a greve não faz sentido perante o chumbo do Orçamento e pediu ao Governo uma reunião para esclarecer o futuro do aumento do salário mínimo nacional.

Como foi aprovada a greve dos Enfermeiros Portugueses?

A greve foi aprovada numa reunião da coordenadora da Frente Comum realizada esta segunda-feira e anunciada pelo dirigente da estrutura sindical Sebastião Santana, em conferência de imprensa, em Lisboa, na sede do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses.

Postagens relacionadas: