Greve professores 4 outubro

greve professores 4 outubro

Quando será a greve nacional de professores e educadores?

Informamos os Pais e Encarregados de Educação que para o próximo dia 4 de Outubro, segunda-feira, está convocada uma greve nacional de Professores e Educadores. Pode consultar o pré-aviso de greve. convocada pelo Sindicato Independente de Professores e Educadores (SIPE), em:

Como funciona a greve do docente?

Recorda-se que esta greve incide sobre toda a atividade docente, letiva ou não letiva, que ultrapasse as respetivas componentes previstas no horário do docente e, portanto, as 35 horas semanais. A entrega dos indispensáveis pré-avisos ao Ministério da Educação continua a ser formalizada semanalmente. Consulte aqui os pré-avisos já entregues.

Quais são as zonas onde a greve está a ter mais impacto?

Segundo dados recolhidos pelo sindicato, as zonas onde a greve está a ter mais impacto são Lisboa, Sintra, Porto, Baião, Barcelos, Viana do Castelo, Póvoa de Varzim, Trofa, onde hoje de manhã havia dezenas de escolas fechadas.

Quando será a greve nacional da administração pública?

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou esta sexta-feira a adesão à greve nacional da administração pública marcada para dia 12 e a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de Novembro.

Como Será a concentração dos professores e educadores no dia 5 de novembro?

A concentração, marcada para as 15h00, realiza-se no mesmo dia em que os professores e educadores estarão em greve, 5 de Novembro, convocada por várias organizações sindicais, e em simultâneo com a audição do ministro da Educação no parlamento a propósito da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

Por que a greve é importante?

As conquistas gerais dos (as) trabalhadores (as), como a aposentadoria, o auxílio-doença, as licenças, férias, limitação da jornada de trabalho, 13° salário, e outras garantias foram conquistadas com movimentos de greve. Sem falar de direitos como o voto e a representação democrática das instituições públicas.

Quais são as categorias que vão fazer uma grande greve?

“Vamos fazer uma grande greve junto com as demais categorias, como metalúrgicos, professores, bancários, químicos, o pessoal dos Correios e todas as demais categorias profissionais. Amanhã não tem metrô, não tem ferrovia, não tem ônibus, não tem ninguém trabalhando”, afirmou Wagner Fajardo, coordenador do Sindicato dos Metroviários de São Paulo.

Quais são as consequências da greve dos Metroviários?

Segundo a Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST), que também organiza a greve junto com a CUT e demais centrais, haverá paralisação dos rodoviários em Boa Vista e Petrolina. Em Teresina, os metroviários também vão parar contra a reforma da Previdência, em defesa da educação e por mais empregos.

Quais são os requisitos para a realização da greve?

Excecionalmente, em empresas em que a maior parte dos funcionários não esteja sindicalizada, a realização da greve poderá ser decidida por uma assembleia que tenha sido convocada expressamente com essa intenção por um mínimo de 20% dos trabalhadores ou, numa empresa de grandes dimensões, duzentos.

Postagens relacionadas: