Viagens de balão

viagens de balão

Por que fazer um passeio de balão?

Fazer um passeio de balão é, sem dúvida, uma experiência prazeirosa e uma forma alternativa – e muito diferente – de apreciar os encantos das diversas regiões do nosso país. Se nunca o fez, esta deve ser, sem dúvida, uma experiência a não descartar e a colocar na lista must do.

Por que viajar de balão de ar quente?

Viajar de balão de ar quente é uma experiência única e memorável. Ela permite ficar a conhecer terras e cidades de outra perspetiva, conseguindo admirar de outra maneira as paisagens e os cenários envolventes. A 5000 pés (1524m), o ponto de vista modifica-se, mas a beleza dos sítios parece agigantar-se, à medida que o balão de ar quente sobe.

Por que o balão de ar quente é tão popular em Portugal?

Em Portugal, o balão de ar quente é cada vez mais procurado para a realização de passeios, sendo um meio de lazer, comercial e desportivo. A sensação de adrenalina e paz num voo ao sabor do vento são as principais razões que levam as pessoas a fazerem estas inesquecíveis viagens.

Quais são as cidades que fazem voos de balão e pulos de paraquedas?

Não poderíamos deixar de citar Boituva, cidade localizada no interior de São Paulo e muito famosa pelos voos de balão e pulos de paraquedas. Além de Boituva, algumas cidades próximas também fazem este tipo de passeio, como Sorocaba, Torres, Rio Claro e Piracicaba.

Como é o passeio de balão em Napa Valley?

Napa Valley fica localizado ao norte de San Francisco e é uma região que se concentra 90% da produção de vinho do país norte-americano. A região é coberta por inúmeras vinícolas e, durante o passeio de balão, é possível sobrevoar todas. Além disso, é incrível avistar as parreiras, casinhas da região e até animais silvestres.

Por que fazer um passeio de balão no vilarejo da Suíça?

Uma vez acomodado dentro do cesto do balão, hora de viver os preciosos minutos em que você terá uma visão inédita e tranquila, sem turbulências, do mundo. Relaxe e sinta o vento, que fica quase imperceptível pois o balão voa ao sabor das correntes.

Como surgiu o balão de ar quente?

O balão de ar quente surgiu cem anos antes da invenção do avião. Em 1670, Francesco de Lana criou um dos primeiros projetos que deram início à tentativa de voar. O projeto continha quatro balões compostos por uma esfera de cobre fino, mas não deu certo. Isso porque, na época, ainda não se sabia sobre gases com menor densidade que a do ar.

Por que viajar de balão de ar quente?

Viajar de balão de ar quente é uma experiência única e memorável. Ela permite ficar a conhecer terras e cidades de outra perspetiva, conseguindo admirar de outra maneira as paisagens e os cenários envolventes. A 5000 pés (1524m), o ponto de vista modifica-se, mas a beleza dos sítios parece agigantar-se, à medida que o balão de ar quente sobe.

Quais são as principais características dos voos de balão de ar quente?

Os voos de balão de ar quente tem uma particularidade e carácter únicos e requer a confiança total no vento para determinar a direcção de voo e objectivo principal. Os céus são silenciosos e a ênfase está nas paisagens, as aves e as impressões estéticas de Portugal as quais ficaram na sua memória por muitos e muitos anos.

Qual a função do piloto no balão de ar quente?

Lá em cima, o piloto controla a subida e descida do balão de ar quente, a fim de buscar as camadas de vento que possam guiá-lo de acordo com a direção desejada. Além do controle do piloto no ar, uma equipe de resgate acompanha o voo.

Postagens relacionadas: